O PROJETO ROSA CHOQUE

Trata-se de um projeto financiado pelo CNPq e pelo Núcleo de Ensino da UNESP  que visa o apoio às meninas para as carreiras científicas. Destinado às meninas do Ensino Médio da escola ” EE Prof Jamil Khauan”, esse apoio é realizado através das aulas de Física na matéria “Eletricidade” lecionadas pelo professor da própria escola Glaycon Pataquini e supervisionada pelo apoio didático e instrumental dos Departamentos de Educação e Física do Instituto de Biociências,Letras e Ciências Exatas de São José do Rio Preto (IBILCE) – UNESP.

O projeto coordenado pela Professora Mônica Abrantes Galindo, conta com a participação das Professoras Doutoras  do Departamento da Educação: Ana Maria Klein, Claudia Maria de Lima, Luciana Aparecida Nogueira da Cruz da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP em São José do Rio Preto (IBILCE). Conta também com os Professores  Doutores do Departamento de Física: Alexandre César Dourado Neves e Elso Drigo Filho. Tendo apoio e auxílio direto dos professores da escola, da direção e coordenação.

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho em São José do Rio Preto

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho em São José do Rio Preto

Ao todo são quarenta estudantes de “Eletricidade”, das quais quatro delas são bolsistas e monitoras da sala.

Três estudantes, garotas  de  graduação do curso de Física Biológica participam diretamente com as quatro estudantes bolsistas do Ensino Médio acompanhando as aulas e através de diversos “mini projetos” como os “Vídeo-Vlog”, a analise dos dados relativos ao projeto e ainda o incentivo à curiosidade como na página “Curiosidades de Física” etc.

Dois estudantes de graduação um de Física Biológica e uma de Pedagogia atuam no projeto na formação e criação do Jogo “Rosa Choque” que visa no estímulo das ciências através dos novos meios da mídia-educação. Ambos, também, participam das produções no “Vídeo Vlog” e no funcionamento deste site.

No decorrer do ano as meninas vão tratar não só dos temas que abordam a “Eletricidade”, mas também a valorização da mulher na sociedade, o uso das mídias para a própria formação, os determinantes históricos e sociais dos papeis femininos entre outros.

Além dessas atividades, foram convidadas pesquisadoras já conceituadas para serem madrinhas do projeto. Essas pesquisadoras apresentarão seus trabalhos científicos e compartilharão com as alunas um pouco de suas experiências profissionais e pessoais como cientistas e mulheres.  

APOIO

 

 

Anúncios